Formação

Se você quer se tornar um Facilitador de Roda de Tambores (FRT) há algumas opções de cursos de formação, tanto no Brasil como no exterior.

Nos EUA, facilitadores como Arthur Hull, Christine Stevens, Kalani, entre outros possuem seus métodos próprios e cursos que atendem a diferentes níveis de necessidade.

A partir da criação do movimento RTBrasil, agora também é possível ter acesso a cursos de formação de FRTs aqui em nosso país. É importante ressaltar que RTBrasil não se trata de um órgão regulador, contudo pode emitir um atestado de credibilidade por meio de um conjunto de metas a serem cumpridas que comprovem a experiência do facilitador:

  • Ter participado de curso ou oficina sobre facilitação de rodas de tambores com carga horária mínima de 8 horas.
  • facilitar 10 rodas distintas, com no mínimo 8 participantes.
  • confeccionar relatório técnico para cada roda, contendo:
  1. nome da instituição
  2. endereço da instituição
  3. contato (telefones, email, website)
  4. responsável (instituição)
  5. público-alvo.
  6. objetivo da roda e metas estabelecidas.
  7. número de participantes
  8. relato das ocorrências e acontecimentos comportamentais (antes, durante e após a roda).
  9. considerações gerais ou observações.
  10. anexar foto

Para a sua conveniência, faça download do modelo de relatório aqui.

  • 1 fotografia de cada roda para anexar ao relatório (opcional)
  • enviar os relatórios (todos juntos uma única vez) ao facilitador-coach.
  • realizar 1 sessão de supervisão após entrega dos relatórios com o facilitador-coach, presencial ou via Internet (Skype, por exemplo).
  • o novo “facilitador treinado” deverá organizar e facilitar uma roda de celebração, se possível, na presença do facilitador-coach.

Cumprindo integralmente os requisitos, o facilitador passa a ser reconhecido como “facilitador treinado”, caracterizado pelo selo abaixo.

Apesar de importantes, os cursos de formação não são os únicos caminhos para tornar-se um FRT. Já existe um acervo literário a respeito do tema disponível na internet ou em livros especializados. Parte deste acervo você pode consultar na nossa página de “pesquisa/artigos e livros”.

Além da leitura, toda e qualquer experiência rítmica ativa é de fundamental importância para a formação do facilitador, que por meio delas, pode desenvolver seu estilo e abordagem próprios.

Treinamento no Brasil:

  • EMIND Atividades Integrativas (Paulo Suzuki) |↑|
  • Ritmo EXPANSÃO (Juliana Linares) |↑|

Treinamento nos EUA

  • Village Music Circles (Arthur Hull) |↑|
  • REMO HealthRHYTHMS (Barry Bittman and Christine Stevens) |↑|
  • DCM, Drum Circle Music (Kalani) |↑|
Anúncios